Nenhum comentário

Orando as Escrituras – Salmo 84 (NVI – Nova Versão Internacional)

Como é agradável o lugar da tua habitação, Senhor dos Exércitos!
A minha alma anela, e até desfalece pelos átrios do Senhor; o meu coração e o meu corpo cantam de alegria ao Deus vivo.
Até o pardal achou um lar, e a andorinha um ninho para si, para abrigar os seus filhotes, um lugar perto do teu altar, ó Senhor dos Exércitos, meu Rei e meu Deus.
Como são felizes os que habitam em tua casa; louvam-te sem cessar!
Como são felizes os que em ti encontram sua força, e os que são peregrinos de coração!
Ao passarem pelo vale de Baca, fazem dele um lugar de fontes; as chuvas de outono também o enchem de cisternas.
Prosseguem o caminho de força em força, até que cada um se apresente a Deus em Sião.
Ouve a minha oração, ó Senhor Deus dos Exércitos; escuta-me, ó Deus de Jacó.
Olha, ó Deus, que és nosso escudo; trata com bondade o teu ungido.
Melhor é um dia nos teus átrios do que mil noutro lugar; prefiro ficar à porta da casa do meu Deus a habitar nas tendas dos ímpios.
O Senhor Deus é sol e escudo; o Senhor concede favor e honra; não recusa nenhum bem aos que vivem com integridade.
Ó Senhor dos Exércitos, como é feliz aquele que em ti confia!

1º Passo: Vamos orar? Um chamado à contemplação do nosso Criador e de sua obras! É isto que cada dia recebemos do Senhor da Vida. Não há nada mais importante hoje do que voltar-se ao Criador e bendize-lo em todo o seu ser, em sua majestade e em suas gloriosas obras. Então, aproveite e tenha o seu tempo de contemplação e oração ao Senhor. Ore a Deus para o Espírito Santo ilumine sua mente e este também seja um tempo de Conhecer mais de Deus pelas Escrituras, Confiar mais em Deus e Conviver mais profundamente com Deus.

2º Passo: Leia pausadamente todo o Salmo 84. Este Salmo, conhecido como Salmo de Sião, porque sua ênfase é na presença de Jeová no Templo em Jerusalém (Salmos 46, 48, 76, 84, 87 e 122), faz parte do segundo grupo de Salmos cuja autoria é atribuída a Asafe, tendo como ideia principal o júbilo do adorador em estar na presença de Deus para lhe prestar culto, louvor e celebração de adoração. De modo sucinto, a estrutura do Salmo 84 fala do anelo por estar na Casa do Senhor (v.1,2), onde se recebe a benção de suas mãos (v.3,4) que podem levar consigo e vê-la transformando suas vidas (v.5-7 – a referência ao vale de Baca, lugar de sequidão que se transforma em lugar de fertilidade). O salmista ora para que a boa e zelosa mão do Senhor guarde e cuide de Sião e do Rei (v.8,9), concluindo com expressões de júbilo por estar em Sião, diante da face de Deus (v. 10,11) e da benção que é confiar em nosso Deus (v.12).

3º Passo: Vamos orar novamente? Agora é a hora de “se colocar” em oração à luz do que foi lido. Que nesta conversa com Deus, o Espírito Santo lhe leve ao Salmo. Ore.

4º Passo: Leia pausadamente todo o Salmo 84 novamente. O que mais lhe chamou a atenção? Que palavras e expressões lhe saltaram aos olhos na leitura? Reflita sobre elas. Sublinhe, anote ou marque de alguma forma aquilo que se fixou em sua mente. Mais importante: se você fosse contar a alguém sobre o Salmo 84, qual seria a lição ou verdade central sobre este Salmo 84? Como você o resumiria em uma frase? Você vê alguma relação com Cristo neste Salmo 84? Como as verdades deste Salmo 84 levam você a confiar mais na pessoa e obra de Cristo em seu favor? Como este Salmo 84 denuncia e corrige as tendências carnais da sua natureza pecaminosa, que estão em oposição à confiança, paz e alegria que Davi demonstrava? O que este Salmo 84 incentiva que você passe a fazer como hábitos para seu crescimento espiritual? Orar mais, louvar mais, exercitar mais a gratidão etc.?

5º Passo: Vamos orar este Salmo 84? Pode ser mais ou menos assim:
“Estar diante de ti em adoração e poder contemplar a tua bendita face, ó meu Deus e Pai!
Não pode haver algo mais maravilhoso para mim do que te adorar e te bendizer!
Em tua presença, ó Senhor, a minha alma se dessedenta e encontra abrigo e conforto, pois fui criado para te adorar e te louvar.
Assim, como cada criatura encontra o melhor lugar para aninhar-se, assim é em ti que encontro o que me completa e me satisfaz.
Nele, que se fez carne e habitou entre nós, e no Consolador bendito que me faz templo e lugar de adoração a ti, é que reencontro contigo a cada instante.
Sou teu lugar de habitação na terra, e em meio ao teu povo, sou feito lugar de expressão maior do teu louvor sobre a terra.
Na peregrinação desta vida quem me acompanha a cada passo que dou sou direcionado para o teu trono eterno.
Escuta o meu falar e o suspirar da minha alma, tratando com bondade os que são teus.
Sou feliz, ó Senhor, porque sou teu”

Deus o abençoe e até quinta-feira com o Salmo 85.

Postar um comentário