Nenhum comentário

A Reforma Protestante e o Necessário Retorno às Escrituras

A Reforma Protestante do século XVI não atingiu apenas as questões referentes ao culto. O pensamento reformado ultrapassa as questões litúrgicas e atinge todas as áreas da vida humana. Isso se deve ao fato de se tratar de uma Cosmovisão, ou seja, uma visão do mundo ajustada pelas lentes das Sagradas Escrituras.

O Sola Scriptura, cláusula pétrea da Reforma, é a afirmação de que apenas as Escrituras, do Antigo e do Novo Testamento, são a nossa regra de fé e de prática. Sendo assim, nossa visão de culto é bíblica, mas também nossa visão de casamento, família, trabalho, escola, política, dentre tudo o mais que existe.

A Bíblia atinge o âmago das questões humanas, sendo capaz de convencer o ser humano do seu pecado e da graça de Deus em Cristo Jesus. Ela trata de todas as questões da vida humana e possui autoridade sobre todos os homens, quer nela creiam ou não.

A Autoridade da Escritura nos leva ao fato de que, em relação a todas as coisas, ela possui a última palavra. A ciência não pode contradizer a Escritura, nem a natureza, nem as experiências humanas. Seja Deus verdadeiro e mentiroso todo homem (Rm. 3.4).

Mesmo no meio cristão, num ambiente de suposta ortodoxia, há obstáculos que se levantam contra a autoridade da palavra de Deus. Há muitos cristãos que creem numa mensagem que provém claramente de outras fontes que não a Bíblia, o que configura uma afronta à sua suficiência. Nenhum sistema ou ideologia humanos pode se sobrepor a ela.

Assim como os reformadores, vivemos o grande desafio do retorno à Escritura. Esse é o motivo pelo qual necessitamos sempre asseverar: apenas a Bíblia é a palavra de Deus; somente ela deve conduzir o nosso raciocínio e as nossas paixões; apenas ela é a verdade, sendo a única Lei pela qual todos os homens serão julgados. Enquanto todo o saber humano é limitado, ela é suficiente porque tem todas as respostas reveladas pelo autor da vida; ela é clara, revelando de maneira inequívoca o plano de Deus para a humanidade. Ela é necessária, porque sem ela não conheceríamos ao Senhor, o herói que veio redimir seu povo, para que este viva por toda palavra de procede de sua boca.

Rev. Victor Ximenes

Postar um comentário