Nenhum comentário

Nossa satisfação em Cristo

Jonathan Edwards escreveu um livro em 1755, chamado The End for Which God Created the World (O fim para o qual Deus criou o mundo). O fundamento e propósito deste  livro podem ser vislumbrados a partir da premissa a seguir. Nela, vemos a base mais profunda da busca pelo prazer cristão. Leia este antigo trecho devagar para enxergar a determinação brilhante de Edwards: Deus é glorificado não somente por Sua glória ser contemplada, mas pelo regozijar-se nela. Quando os que a veem regozijam-se, Deus é mais glorificado do que se ela for somente contemplada. Sua glória é então completamente recebida pela alma, e também pelo entendimento e pelo coração. Deus criou o mundo para que Ele pudesse comunicar a Sua glória à criatura; e para que esta possa [ser] recebida pela mente e pelo coração. Aquele que afirma a sua ideia da glória de Deus [não] glorifica tanto a Deus quanto aquele que, além disto, também declara o seu… prazer nela.

Edwards está absolutamente certo: “Deus é glorificado não somente por Sua glória ser contemplada, mas pelo regozijar-se nela”. Se não nos regozijarmos em Deus, não O glorificaremos como devemos.  (Piper, John. Plena Satisfação em Deus. Editora Fiel).

Quanto mais nos aproximamos da Palavra de Deus mais entendemos que o que precisamos é glorificar a Deus em tudo e por tudo, pois na cruz do Calvário Cristo pagou o preço por nossos pecados e nos deu a salvação. Quando lemos Colossenses 1:1-4 vemos que assim como Cristo ressuscitou, nós também já ressuscitamos com Ele, e devemos buscar as coisas do alto, pois quando Cristo se manifestar seremos também manifestados com Ele. O problema é que na maior parte do tempo vivemos para este mundo, contemplamos mais as coisas deste mundo do que a Deus, isso gera muitas vezes uma insatisfação na nossa vida. Se nós de fato vivêssemos para Deus, certamente seriamos plenamente satisfeitos, no entanto, no nosso dia a dia por vezes esquecemos de buscar a satisfação em Deus e passamos a buscar satisfação nas coisas deste mundo, esse mundo nunca irá nos satisfazer, pois esse mundo não é o nosso lar, só existe satisfação genuína em Cristo Jesus, por isso precisamos nos apegar mais e mais à Palavra e termos uma vida de oração, agindo assim teremos uma vida de satisfação em Deus e O glorificaremos com nossas vidas.

Deus nos criou para a Sua glória, não para nosso prazer. Ele nos criou para que pudéssemos passar a eternidade glorificando-O e alegrando-se Nele. Em outras palavras, nós não precisamos escolher entre glorificar a Deus e se alegrar Nele.

Abandonando um, perderemos o outro. Precisamos nos satisfazer em Cristo.

Rev. Brivaldo Queirós

Postar um comentário