A década de 60 foi marcada por sonhos e grandes ideais em muitos setores da sociedade brasileira. Com a Igreja não poderia ser diferente. Assim sendo, foi que um grupo de irmãos advindos da Igreja Presbiteriana do Pina, entre eles as irmãs Edith e Hilda Furtado Marinho, Judite Mendonça Ramos, Janete Gomes Medeiros, Luiz Batista Lira, Ester Lira e Wandevel Martins, no dia 03 de março de 1969, procuram o Rev. Pierre W. DuBose Jr., missionário americano que trabalhava com a IPB, e compartilharam seus intentos de fundar uma Igreja em Boa Viagem.

Aqueles irmãos, contando com a concordância do Rev. Pierre, imediatamente providenciaram o aluguel de uma casa. No domingo, 23 de março de 1969, vinte dias após, realizou-se a primeira Escola Dominical, contando com 36 pessoas, inclusas as crianças, numa casa situada na Rua dos Navegantes.

Em 1974, o Rev. Pierre DuBose Jr. transfere-se para o Rio de Janeiro. A congregação também se transfere para uma casa na Av. Conselheiro Aguiar nº 50, cedida gentilmente pelo seu proprietário, o Presbítero Sebastião Américo Dantas. Dessa forma, foi organizada a Igreja Presbiteriana de Boa Viagem-IPBV, no dia 25 de dezembro de 1974.

O primeiro Conselho da Igreja foi composto pelo Rev. Abner Ferreira de Assis, presidente, pelo Presbítero Sebastião Américo Dantas, vice- presidente, e pelo Presbítero Edvaldo Rodrigues da Cunha Cavalcanti – Art. 16 do Diário Oficial, editado em 15 de Maio de 1975.

Em 1980 a Igreja transfere-se para seu próprio templo. Após a transferência, a Igreja passou a ser pastoreada pelo Rev. Antônio Eça de Seixas Júnior, auxiliado pelo Rev. João Alexandre de Almeida Pimentel. O Conselho da igreja era à época formado pelos presbíteros Eliaquim de Lima Sá, Lusano Marcos Botelho Cavalcanti, Luiz Carlos Siqueira do Nascimento, Manoel Emiliano de Andrade e Luiz Batista Lira, presbítero emérito.

Em 1998, a Igreja foi conduzida pelo Rev. Daniel de Campos Chagas Júnior, auxiliado pelo Rev. Ezequiel Ventura dos Santos, os quais foram empossados pelo Presbitério Litorâneo de Pernambuco. Nesse período, o conselho era formado pelos presbíteros Avaniel Marinho da Silva, Eliaquim de Lima Sá, Lusano Marcos Botelho Cavalcanti, Luiz Carlos Siqueira do Nascimento, Josias Henrique da Silva e Manoel Emiliano de Andrade

Em 1999, a Igreja passou a ser pastoreada pelo Rev. Ezequiel Ozanan dos Santos, vindo da cidade de Uberlândia MG.

Em 2000, a Igreja começa a ser pastoreada pelo Rev. Carlos Alberto Gomes de Melo, que acompanhou o rebanho durante 13 anos. No último período de seu pastorado, contou com o apoio dos pastores auxiliares Rev. Brivaldo Ramos de Queiros Júnior e Rev. Marcelo Maurício Santos e com o apoio dos Presbíteros Aristeu Duarte, David Gerôncio, Esdras Portela e Josias Henrique.

No primeiro período de seu pastorado, foi implantada a primeira congregação, fruto do Ministério da IPBV, que hoje é a Igreja Presbiteriana de Iputinga.

Em 2014, a Igreja começa a ser pastoreada pelo Rev. Sergio Victalino, apoiado pelos pastores auxiliares Rev. Brivaldo Ramos de Queiros Júnior, Rev. Marcelo Maurício Santos e Rev. Samuel Tito. Durante todos esses anos, muitas foram as dificuldades, mas também muitas foram as bênçãos. Homens e mulheres de Deus investiram o seu tempo, talento e recursos na plantação desta igreja. Foi um trabalho duro, mas, acima de tudo, muito diligente, o qual resultou no que somos hoje: uma Igreja dinâmica, vibrante, que tem falhas e enfrenta dificuldades, mas que tem experimentado a graça perdoadora e restauradora de Deus todos os dias.

Agradecemos a Deus pela história de lutas e vitórias vivenciadas por esta Igreja; agradecemos, ainda, a todos aqueles que deram a sua parcela de contribuição para a nossa caminhada vitoriosa.